A ASCENSÃO E QUEDA DE NENÊ

Blog Tricolor

Torcedor Tricolor on The Rock

 

Pode um jogador ir do céu ao inferno em poucos meses?, Pois Nenê conseguiu este feito no time do Morumbi com o pênalti cobrado de forma displicente no inacreditável 15º empate da equipe no campeonato contra o Sport, Nenê de líder passou a ser um dos primeiros jogadores que podem puxar a barca de dispensas do São Paulo para 2019.

A decepção com Nenê não é só pelo pênalti cobrado de forma preguiçosa, bastava um chute mais forte que o São Paulo faria 1×0 contra o Sport e iria para a Libertadores na fase de grupos de forma direta; Mas muito mais que um pênalti mal cobrado, o histórico de polêmicas e de mal entendidos queimou a imagem dele no São Paulo.

O camisa 10 que era 7, foi contratado como uma referência aos jogadores mais jovens e aos menos técnicos, um ponto de partida para a volta ao ciclo de ganhar títulos, mas não se revelou de maneira alguma este jogador. Nenê quando foi sacado se revelou um jogador mimado, egocêntrico e entrou em conflito com o então técnico Diego Aguirre. As confusões do camisa 10 coincidem  a queda de futebol do São Paulo no segundo turno do Brasileirão em 2018.

O meia tricolor, de acordo com informações vindas do clube, foi dos principais responsáveis pela queda de Diego Aguirre. Nenê teria formado panelas contra o técnico uruguaio e suas polêmicas como por exemplo: ter saído para um casamento em meio a um clássico, ter saído correndo do Morumbi sem dar entrevistas no empate contra o Flamengo, ser ríspido com a repórter do Sportv no intervalo contra o Sport, são só alguns exemplos de como estas notícias ruins dinamitaram o ambiente dele e do tricolor.

O meia tricolor se declarou são-paulino na sua chegada e se fosse são-paulino de fato, ajudaria o time a manter o espírito vencedor propagado pelo ex-técnico Aguirre no primeiro turno, mas por ego e vaidade, preferiu dinamitar o ambiente e suas atuações com má vontade e preguiça colocam em dúvida o que o São Paulo pode apresentar numa competição como a pré-Libertadores.

André Jardine começou a modificar o modo do time jogar, mas diversas coisas como o melancólico futebol praticado pelo tricolor e falta de líderes no vestiário onde teria que ser o principal setor que tinha que estabilizar o time põem um sentimento de dúvida no torcedor tricolor e esta,s dúvidas fazem crer que a esperança que aconteceu em todo o torcedor tricolor de títulos e bom futebol durante o ano pode não acontecer no ano que vem.

A queda e saída de Nenê do São Paulo, parecem um fato consumado e pra mim não pode ser colocado como solução para um time que quer ganhar títulos no ano que vem. Fundamental que lidere a “barca” de dispensa de jogadores e que se cheguem novos e tarimbados jogadores sob pena do São Paulo passar mais um ano a base do mais do mesmo.

Grande abraço a todos!

Até a semana que vem!

 

Siga-me nas redes sociais:
Twitter: @fernandocruz37
Instagram: fercione