CÃO QUE TEM DOIS DONOS MORRE DE FOME

Tricolor

 

De uns dias para cá vejo muitos torcedores reclamarem da falta de produtividade do Nenê no São Paulo e decidi falar sobre esse assunto, pois acho que o mesmo está pagando o pato sem ter comido.

No meu entendimento a queda de rendimento do nosso camisa 10 está relacionado a falta de participação dos dois volantes do time (Jucilei e Hudson) que se escondem atrás do adversário quando os quatro jogadores da linha de zaga tricolor têm a bola, isso faz com que os defensores tenham que fazer a famosa ligação direta e com isso Nenê e Diego Souza só recebem tijoladas no campo ofensivo.

Se a bola não passa com qualidade pelo meio-campo, a tendência é que ela bata na defesa adversária e volte e faz com que a defesa tricolor tenha de trabalhar muito sem tempo para respirar e acabe falhando como vem acontecendo.

A sugestão para melhorar esse meio-campo é tirar um dos primeiros volantes para a entrada de mais um meia com mais técnica ou de um volante, desde que tenha uma saída de bola e chegada ao campo de ataque mais eficaz, para que a bola não chegue quadrada no campo de ataque.

O que não pode acontecer daqui para a frente é ter dois volantes que ficam esperando o outro tomar as decisões dando sentido ao título desse texto, pois se isso permanecer nosso (cão) ataque continuará passando fome.

Para finalizar acho que o zagueiro Anderson Martins que veio com status de zagueiraço não passa de um Rodrigo Caio com grife, se é que tem grife, zagueiro bom no São Paulo é o que está esquentando banco aqui e é selecionável no seu país de origem.

Um abraço a todos. @amaury10miranda