DEUSES, CRISTOS, HERÓIS E VILÕES…

 

Salve nação tricolor.

Hoje gostaria de falar de um elenco do São Paulo, não o elenco que a gente vê em campo, jogando, na prática; mas sobre um elenco subjetivo; que existe na cabeça de sonhadores, imediatistas, pessimistas e oportunistas; elenco que sofre mutações constantes em sua qualidade, característica e valor, dependendo do dia, do resultado do jogo e do gosto do analista.

Deuses

Do olimpo, nosso elenco subjetivo recebeu o “Deus da Raça”, Lugano e o “God of Zaga” Maicon, o “Deus da Raça” permanece em seu trono durante as partidas, vendo de longe o que acontece dentro das quatro linhas; já o “God Of Zaga” é figura garantida nas escalações do tricolor, no entanto, seus poderes divinos não o tem ajudado muito e ele tem cometido pecados mortais durante as partidas.

 

Cristos

Assim como temos os “Deuses”, alguns jogadores foram “pegos para cristo”; são os casos do “coroinha” Rodrigo Caio, “jogador fair play”, “jogador de condomínio”; nessa posição estão também Thiago Mendes, Bruno e Cícero. Os atletas que fazem parte dessa categoria, independente do que aconteça com os outros jogadores durante as partidas, “são os culpados”, simplesmente “não servem”, ainda que para o treinador sejam importantes, sejam convocados para seleções ou que recebam proposta do exterior, para o São Paulo “não servem” segundo os analistas do elenco subjetivo.

Promessas

Se estamos falando em Deuses e Cristos não podemos nos esquecer das promessas, e nosso elenco tem várias!!! Lucão, a “promessa não cumprida”; Lucas Fernandes, aquele que um dia “fez sombra” ao “maestro”, Shaylon; o que não tem oportunidades e Militão, recentemente incorporado ao time das promessas; além de Araruna para muitos, uma promessa que vale a pena. Podemos incluir nessa categoria Marcinho e Morato, recentemente promovidos ao time das promessas de nosso elenco subjetivo.

Heróis

Esse elenco subjetivo também tem seus heróis, são os casos do “Super Sidão”, que como chegou para nos livrar de Denis, foi tratado assim, sem que seu futebol fosse se quer avaliado pelos “analistas” subjetivos, sua missão era nos livrar de Denis; outro que faz parte dessa categoria é o “Super Buffarini”, falando seu idioma hermano, chegou para nos livrar de Bruno, foi contratado a peso de ouro a pedido de Bauza, que por sua vez deixou o clube antes mesmo de sua apresentação, nós? Ficamos com o herói… Temos mais heróis: Lucas Pratto, “El Matador’ e também Jucilei, aquele que dá proteção ao forte.

Vilões

Para fazer frente aos heróis nosso elenco subjetivo tem também seus vilões; nessa categoria estão Wesley, apesar de praticamente não ter jogado em 2017 a lembrança é de “alguém que ganha muito e joga pouco”; Wellington Nem, que de “presente de ano novo” se tornou “um mico”, “um erro”, um “jogador que não serve” (embora sua contratação tenha sido muito comemorada); e Denis, a “Odete Roitman” do tricolor, que teve o fracasso de sua passagem como titular no São Paulo sacramentado quando sua esposa postou nas redes sociais críticas a Rogério Ceni; o que ele faria como titular, seu desempenho (que não foi bom); isso ficou em segundo plano, já assumiu a camisa com o resultado garantido: o fiasco.

Alguns jogadores ainda não tem sua categoria definida, ou estão em via de mudar de categoria; são os casos de Cueva, que de “herói” pode ser promovido à “vilão” nos próximos jogos; Thomaz, que ainda não tem por parte de nossos analistas subjetivos, uma definição se é promessa ou vilão, sua posição está em análise; e JR Tavares, que começou como promessa, virou herói, mas corre o risco de mudar para vilão ou ser pego para cristo, isso será definido nas próximas partidas; Gilberto foi promovido de “vilão” para “herói” e Edmar é tão desconhecido, que até mesmo para nossos analistas de elenco subjetivo, qualquer análise seria prematura.

Agora a pergunta: Como eu avalio esse elenco? Isso é assunto para o próximo post!

Um abraço a todos, fiquem bem!!!

 

Siga no twitter: Guine_SPFC

“Esse post é o primeiro de uma trilogia que estou fazendo para tentar explicar minha opinião sobre o elenco do maior do Mundo”