HERNANES: O NOME DE 2017!

 

Torcedor Tricolor on The Rock

Quando Hernanes chegou ao Morumbi em Julho de 2017, vindo por empréstimo de uma temporada junto ao Hebei Fortune da China, muitos torcedores como nós comemoramos, mas muitos por ai levantaram dúvida já que Hernanes foi deixado no time B pelo técnico Manuel Pellegrino e a redenção de Hernanes caminhou junto com o a recuperação do São Paulo e foi junto com a torcida do mais querido, o fator que livrou o São Paulo na série B desta temporada.

Como bem destacou o amigo Guine na sua coluna de ontem neste Tricolor on The Rock, o meio campo são-paulino, principal problema da equipe em outras temporadas, tem sido o destaque da equipe na temporada de 2017 e Hernanes junto a Cueva, Petros e Jucilei tem sido o diferencial que está dando ao São Paulo a liderança neste returno.

Hernanes não só está jogando bem, como tem liderado o amado clube brasileiro e definitivamente ajudou a acabar com aquele ar de time que já entrava derrotado em campo, sem contar que o camisa 15 tem sobrado no futebol brasileiro tão carente de bons jogadores e tem sido sem dúvida o nome da temporada jogando um grande futebol com gols (já marcou nove) e foi garçom dando outras três assistências, tudo isso em apenas 16 partidas, um jogador decisivo que se estivesse desde o início do ano a história do São Paulo poderia ser diferente na temporada, inclusive com o retorno a disputa de títulos, cada vez mais tenho certeza disto.

O técnico Dorival Junior o aproveitou muito mal em algumas partidas, quando resolveu sacar Jucilei que tinha ido mal em outros jogos e foi vítima das declarações infelizes do Presidente Leco que anunciou que o clube não ficaria com ele, com Petros assumindo a vaga e o camisa 15 indo para a posição de segundo volante, o futebol de Hernanes sumiu, conforme esta coluna destacou no texto “Os Pecados de Dorival”, após isso, a partir da partida contra o Flamengo, correção de rota e vitória brilhante contra o time da Gávea e três jogos sem perder, resultados que não aconteciam desde 2015.

Claro que tudo pode acontecer; mas crescem, com as vitórias do tricolor e tropeços de alguns times que estão na frente do mais querido, as chances de Libertadores; chances aliás que já são de 18% conforme disse o matemático Tristão Garcia, mas tem-se a certeza de várias coisas neste 2017 que está indo para o fim: que Hernanes fez a diferença na qualidade técnica do time, fez a diferença no ambiente que se tornou saudável e alegre e na certeza que a vinda do camisa 15 foi um dos pouquíssimos acertos da confusa gestão Leco no futebol neste ano.

Com esta arrancada tricolor neste returno do Brasileirão e a mudança do time na temporada, tem-se a certeza que Hernanes mudou de patamar na história são-paulina e se tornou um dos jogadores mais importantes de todos os tempos no tricolor, um ídolo que está escrevendo o seu nome nesta importantíssima virada tricolor que pode culminar sim, primeiro com mais uma vitória e um empate, a fuga de vez da série B e uma classificação pra Libertadores que a esta altura é um prêmio não para a diretoria incompetente do tricolor liderada por Leco e Pinotti que falarei deles em um dos próximos textos, mas para a torcida tricolor que apoiou, sofreu e esteve ao lado do time, mesmo nas horas mais difíceis em que tricolor paulista teimou em não sair do Z4, esta torcida sim merece ver o time numa Libertadores.

E Hernanes foi sim, o principal jogador do Brasileirão nesta temporada, o nome de 2017 no mais querido com todos os méritos, se a diretoria fosse um pouco mais séria já estaria discutindo meios de mantê-lo, pois numa eventual convocação para a Seleção Brasileira o seu passe ira ser ainda mais valorizado.

Grande Abraço a Todos!

Até a Semana Que Vem!

Siga-me nas redes sociais ali discutimos ideias e fazemos amizades.

Twitter: @fernandocruz37

Instagram: fercione