John Lee Hooker – Biografia

Rock ‘n' Roll

 

Salve nação Heavy metal!

 

John Lee Hooker (22 de agosto de 1917 — 21 de junho de 2001) foi um influente cantor e guitarrista de blues norte-americano, nascido no condado de Coahoma próximo a Clarksdale, Mississipi. Foi considerado o 35º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.

 

John-Lee-Hooker

 

A carreira de Hooker começou em 1948 quando ele alcançou sucesso com o compacto “Boogie Chillen”, apresentando um estilo meio falado que tornaria-se sua marca registrada. Ritmicamente, sua música era bastante livre, uma característica que ele tinha em comum com os primeiros músicos de delta blues. Sua entonação vocal era menos associada à música de bar em relação aos outros cantores de blues. Seu estilo casual e falado errado seria diminuído com o advento do blues elétrico das bandas de Chicago mas, mesmo quando não estava tocando sozinho, Hooker mantinha as características primordiais de seu som.

Ele o fez, entretanto, levando adiante uma carreira solo, ainda mais popular devido ao surgimento de aficcionados por blues e música folk no começo dos anos 60 – ele inclusive passou a ser mais conhecido entre o público branco, e deu uma oportunidade ao iniciante Bob Dylan. Outro destaque de sua carreira aconteceu em 1989, quando se juntou à diversos astros convidados, incluindo Keith Richards e Carlos Santana, para a gravação de The Healer, que acabaria ganhando um Grammy.

Em 1994 Hooker passou por uma operação para a retirada de uma hérnia, o que acabou o afastando dos palcos por um tempo, depois das gravações de “Chill Out” (1995) parou de fazer shows regulares continuando apenas com aparições ocasionais.

Hooker gravou mais de 500 músicas e aproximadamente 100 álbuns, morreu de causas naturais enquanto dormia em 21 de junho de 2001 na sua casa em Los Altos, California. Foi casado e divorciado 4 vezes, teve oito filhos e era dono de um clube noturno em São Francisco chamado “Boom Boom Room”, nome este inspirado em um de seus sucessos

Reconhecimento:

  • Uma estrela no Hollywood Walk of Fame
  • Induzido ao Blues Hall of Fame em 1980
  • Induzido ao Rock and Roll Hall of Fame em 1991
  • Induzido ao Michigan Rock and Roll Legends Hall of Fame em 2007.

Prêmios:

Prêmios Grammy:

  • Best Traditional Blues Album, 1990 por I’m in the Mood (com Bonnie Raitt)
  • Best Traditional Blues Album, 1998 por Don’t Look Back
  • Best Pop Collaboration with Vocals, 1998 por “Don’t Look Back” (com Van Morrison)
  • Grammy Lifetime Achievement Award em 2000
  • Duas de suas músicas,      “Boogie Chillen” e “Boom Boom” foram adicionadas na      lista “The Rock and Roll Hall of Fame’s 500 Songs that Shaped Rock      and Roll”. “Boogie Chillen” foi incluída como      uma das músicas do século.

 

Vamos escutar um Blues de qualidade, sobe o som!

john Lee Hooker – Crawlin’ King Snake (Live)

john lee hooker boom boom boom

Hora de pegar o violão e tocar esse grande clássico – boom boom boom – john lee hooker

 

Até semana que vem!