NÃO SOMOS MODINHAS!

 

Embora a temporada do São Paulo seja sofrível, a torcida comparece em peso no Morumbi e tenta, desesperadamente, empurrar os jogadores para cima dos adversários. Comentei em outras oportunidades aqui no Tricolor On The Rock que nossos torcedores, muitas vezes, são tratados com desprezo por adversários e parte da mídia, que nos veem como “os que só lotam estádio quando o time está bem”, mas tal perfil, se antes era verdadeiro, deixou de ser há algum tempo. O período difícil vivido pelo clube fez as arquibancadas encherem mesmo em má fase, mas, por incrível que pareça, isso tem nos cobrado um preço amargo.

 

Ver o Morumbi com mais de 50 mil pessoas, como aconteceu contra o Grêmio na última rodada, é sempre um prazer, pois além de mostrar a força do torcedor tricolor, rende ao clube uma grana importante. É melhor ainda quando as arquibancadas lotam em partidas contra clubes de menor expressão, como também foi visto no Campeonato Paulista. Se o estádio cheio é legal, por qual razão o apoio incondicional da torcida por nos custar caro? Ora, futebol envolve paixão e, como sabemos, quem é apaixonado se deixa cegar em alguns instantes. Ao acompanhar os comentários de torcedores nas redes sociais do São Paulo, percebo uma intolerância injustificável contra quem faz críticas ao time. A pessoa que, ao exercer seu direito de opinar, o faz para contestar o futebol da equipe logo é chamado de “modinha” ou coisa pior. Se isso for uma mera atitude de alguém fanático pelo clube, é compreensível, embora não deixe de ser lamentável, mas temo que as decepções que vivemos nos últimos anos tenha mudado o pensamento de alguns, que ficaram “acomodados” com a falta de títulos e, por isso, celebram acontecimentos menores, como a contratação de um jogador mediano ou uma atuação com raça dos atletas, ainda que não tenha resultado em vitória.

O momento do São Paulo não pode interferir na ambição do torcedor, mas isso acontece. O clube é grande o suficiente para que a torcida não se contente com nada menos do que um título por temporada. O empate no Morumbi, diante do Grêmio, foi celebrado, ainda que não tenha nos livrado da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Assim como em outras tantas partidas no ano, o adversário jogou bola, enquanto o Tricolor esteve perdido em muitos momentos do jogo, com dificuldades para trocar passes e conseguir uma mísera chance de finalizar ao gol. Futebol, bonito ou feio, é um jogo coletivo, em que todos devem se ajudar em campo. Me desculpem, mas o São Paulo tem jogado qualquer outra coisa, menos futebol. A torcida deve lotar as arquibancadas do Morumbi, precisa valorizar a presença de jogadores como Lugano e Hernanes no elenco, pois eles nos lembram que temos um passado vitorioso, mas nunca pode aceitar passivamente o momento vivido pelo clube. Criticar os jogadores que nos colocaram na atual situação não é ser modinha, é ser realista, por mais que tal realidade seja difícil de ser encarada.

Quando comecei a entender de futebol, o São Paulo vivia um momento maravilhoso, ganhou tudo o que poderia. Não quero ver torcedores que, infelizmente, passaram a acompanhar futebol nos últimos anos, acostumados com o fracasso. Não podemos comemorar empate contra adversários fortes ou classificação para semifinal de campeonato, temos que celebrar títulos, nada menos do que isso!  

ST