O SÃO PAULO NÃO PERDEU APENAS DOIS PONTOS.

Destaque Tricolor

Salve nação tricolor.

 

Passado o calor do acontecimento da noite de ontem no Morumbi eu gostaria de falar sobre o que o São Paulo perdeu… não foram apenas os dois pontos, perdemos muito mais do que isso.

 

Pato

Vive uma fase difícil, mas tem jogando bem e está se recuperando, mas não tem feito gols; ontem marcou dois, um deles um golaço e deveria sair de campo totalmente recuperado e o mais importante: confiante… mas saiu muito frustrado.

 

Hernanes

Confiança que o profeta também precisa… assim como Pato ele vem jogando bem e se recuperando, jogou bem ontem e se o jogo corre de forma natural teríamos uma vitória maiúscula com goleada e o profeta continuaria sua recuperação com tranquilidade…

 

Diniz

Tranquilidade que Diniz precisa muito… ontem o time jogou bem demais, começa a mostrar um esboço de entrosamento, se vem a goleada que certamente viria sem a interferência do arbitro, o técnico teria algo que precisa muito no momento: um pouco de paz…

 

Dani Alves e Tchê Tchê

Paz que Daniel Alves e Tchê Tchê precisam também, afinal os dois tem melhorado consideravelmente, vem jogando muita bola e precisavam de uma vitória dessas para que a parte mais cética da torcida reconheça essa melhora…

 

Pablo

Melhora que deveria chegar também a Pablo… três pênaltis não marcados, um deles certamente teria sido cobrado pelo atacante que, assim como Pato precisa demais de gols para virar a chave…

 

Portanto o arbitro Flávio Roberto Mineiro Ribeiro e seus comparsas não tiraram do São Paulo apenas a vitória, os dois pontos; tiraram uma oportunidade de virar a chave, de golear e recuperar a confiança de Pato e Hernanes, a paz para Diniz dar continuidade a seu trabalho, a confirmação do bom futebol de Daniel Alves e Tchê Tchê e uma oportunidade para que Pablo conseguisse, com um gol, seguir os passos dos companheiros Pato e Hernanes e virar a chave.

 

No futebol confiança é tudo e acompanho o esporte há tempo suficiente para saber que alguns jogos são aqueles ditos: jogo da virada, que muda a sorte de um clube em um campeonato, que define a sorte de um treinador, que pode dar ao elenco a confiança suficiente para dar a volta por cima ou o desanimo e a falta de confiança que no futebol é garantia de fracasso.

 

Não sei se o jogo de ontem seria o jogo da virada para o São Paulo, tinha tudo para ser, mas não vamos saber; afinal Flávio Roberto Mineiro Ribeiro e seus companheiros de… arbitragem? Não permitiram, tiraram isso do São Paulo.

 

Os pontos a gente recupera, mas a oportunidade nem sempre, é como aquele ônibus que passa no ponto, você corre para pegar, mas o motorista fecha a porta e vai embora levando sua oportunidade.

 

Um abraço aos amigos,

 

Fiquem bem.

 

Siga no twitter: Guine_SPFC