PABLO: MAIS UM ERRO DE PÁSSARO E RAÍ.

Blog Tricolor

Torcedor Tricolor on the rock

 

Pablo chegou ao São Paulo com muita expectativa, afinal vinha de uma temporada muito boa no Athlético-PR onde fora Campeão da Copa Sul-Americana em 2018 e artilheiro do time paranaense. O jogador viria para o time que sempre torceu e tinha tudo pra poder dar certo, mas até aqui tem sido uma decepção enorme.

Como a bola que chega com muita dificuldade ao ataque do time treinado por Fernando Diniz. Pablo tem se revelado um investimento furado: mais de 30 milhões de reais que foram jogados fora pelo São Paulo que agora sofre para pagar em dia o salário de seus jogadores.

Verdade que o atacante tricolor passou por muitas dificuldades desde que chegou, sua contusão que depois se revelou um cisto na coluna e que precisou sofrer cirurgia graças a ineficiência do departamento médico do tricolor atrapalhou muito o seu desempenho na temporada.

Por mais que se busquem desculpas e tentar se entender tamanho fracasso na negociação, Pablo tem sido até aqui mais uma contratação ruim dentre tantas feitas pelos diretores Alexandre Pássaro e Raí.

O conservadorismo de Fernando Diniz que não o coloca no banco nem arrastado, irrita, afinal penso que jogador só se mantem titular se estiver jogando bem e não por outros motivos, e os gols que não acontecem no ataque do São Paulo passam pela ineficiência técnica de Pablo.

Talvez a razão de seu sucesso no Athlético-PR passe pelo esquema bem montado de Tiago Nunes, por jogadores campeões como Lucho Gonzalez e ótimas promessas como Bruno Guimarães. O meio-campo tricolor tem Daniel Alves, um esforçado segundo volante que é único que tem jogado bem na temporada, mas que na minha modesta visão renderia ainda mais na sua posição original. São muitos os problemas do time do técnico Fernando Diniz que discutirei nas próximas colunas.

Enfim contextualizando todos os problemas que o time possui e que resultaram em dois resultados horrorosos contra Novorizontino e Santo André. Pablo passa sim por estes problemas e com a volta de Antony e Igor Gomes da seleção olímpica, o caminho natural do jogador é o banco.

Ainda falta muito para Pablo justificar tamanho investimento em um jogador que parece perdido em meio a um elenco que não se ajusta com Diniz, o clássico contra o Corinthians vai dizer se este time ainda vale a paciência de seu torcedor que vê cada vez mais necessária uma nova troca na filosofia de trabalho do time.

 

Saudações tricolores

 

Grande abraço a todos!

Até a semana que vem!

 

Siga-me nas redes sociais

 

Twitter:@fernandocruz37

Instagram:fercione