PARA VOLTAR A SER SÃO PAULO, POR JEAN MIRANDA

 

No final de 2013, após o até então pior ano da história do SPFC, o Tricolor On The Rock fez uma série de entrevistas com os são-paulinos mais influentes segundo nossa e equipe. Essa série se chamou: “Meu Tricolor em 2014″.

Pois bem, estamos aqui mais uma vez, após um ano em que mais uma vez o clube esteve perto de cair para a série B e a única coisa que o torcedor tricolor pode “comemorar” é o famoso: Time Grande Não Cai. Mais uma vez vamos fazer uma série de entrevistas, mais uma vez vamos convocar os tricolores para debater nosso SPFC em busca de sugestões de quem ama o clube. E alguém ama mais que o torcedor? Não.

O entrevistado de hoje é nosso colunista Jean Miranda, vamos às perguntas:

TOTR: Quem foi o grande responsável pelo péssimo ano do Tricolor e por quê?

 

Jean: Se houvesse só um grande responsável era fácil de resolver. Na verdade, o Tricolor já vem de campanhas fracas há alguns anos. Mas é óbvio que aqueles que tem poder de decisão é que tem maior responsabilidade. Infelizmente, o São Paulo FC perdeu o rumo com tantas picuinhas políticas que resultaram em má gestão e consequentemente péssimos resultados. Nos últimos anos, o São Paulo atirou de todos os lados e atingiu apenas grandes ídolos como Autuori e Ceni e o próprio pé. Do terceiro polêmico mandato do Juvenal até o atual todo mundo deu um empurrão para o Tricolor descer ladeira abaixo.

TOTR: Qual o principal motivo para o SPFC estar nessa situação? Elenco caro, bons treinadores, mas que; desde 2013 com exceção ao bom trabalho de 2014, vem colecionando fracassos e flertando com a segunda divisão?

Jean: O São Paulo FC perdeu o rumo com tantas picuinhas políticas que resultaram em má gestão e consequentemente péssimos resultados. Nos últimos anos, o São Paulo atirou de todos os lados e atingiu apenas grandes ídolos como Autuori e Ceni e o próprio pé. Do terceiro polêmico mandato do Juvenal até o atual todo mundo deu um empurrão para o Tricolor descer ladeira abaixo.

 

TOTR: Rogério Ceni iniciou o ano com técnico do SPFC, mas não suportou as eliminações no Paulista, Copa do Brasil, Sul-americana e o Z4 no Brasileiro; você acha que era a hora de Ceni? Como analisa o trabalho dele no comando tricolor?

Jean: Não acho que era a hora de Ceni, mas também não achei assim tão absurdo oferecerem uma chance a ele por tudo que ele representa para o São Paulo. O problema é que demoraram para perceber que não ia dar certo. Após a tripla eliminação Ceni já deveria ter entregue o boné. Por mais que eu admire o Rogério Ceni, o trabalho dele foi péssimo. Acabou com o ano do São Paulo. Eu nunca tinha visto o tricolor ficar tantos dias sem jogar porque simplesmente já estava eliminado de cara das competições. Pra ajudar o legado foi zero. Time sem nenhum padrão e tudo mais. Nunca imaginei que um ex-goleiro fosse ter tanta dificuldade para montar uma defesa, por exemplo. Dorival teve que arrumar a casa sem tempo pra testes porque o time já estava desmoralizado e no buraco. Tomara que Ceni tenha melhor sorte e mais competência no Fortaleza. Mas quem acha que vai ser mais fácil a vida dele na série B está muito enganado.

 

TOTR: Para alguns torcedores um dos erros da direção é a constante mudança de treinadores, você concorda com essa afirmação? Sobre Dorival, você acha que ele deve ser mantido ou deve sair? Se sair, quem você contrataria?

 

Jean: Eu acho que o Dorival deve ser avaliado a partir de agora e merece confiança. Mas vai ter que apresentar resultados. A torcida anda muito impaciente, a pressão por um título é muito grande. Se até Junho o time não engrenar, aí será necessário mudar.

 

TOTR: O elenco tricolor está entre os mais caros do país e conseguiu apenas a 13ª campanha no Brasileiro além de eliminações no Paulista, Copa do Brasil e Sul-americana; levando em conta que times com orçamentos mais baixos conseguiram resultados importantes, qual você acha que deveria ser a política do São Paulo? Salários altos, jogadores baratos, apostar na base?

Acho que é necessário equilíbrio. Pacotão de reforços não resolve. Medalhões só pra agradar o marketing e alimentar a “viuvice” da torcida não resolvem. Acho que Raí e Ricardo Rocha vem sendo cirúrgicos nas contratações. Jogadores que fizeram um ótimo Brasileirão em 2017 e que ainda tem ambição na carreira.  Aliás, atletas com ambição esportiva, que querem ganhar títulos, é isso que falta ao Tricolor.

 

TOTR: Qual o setor ou setores que em sua opinião nosso time mais precisa de reforços?

Jean: Estava preocupado porque muito se fala de reforços para o ataque e ninguém comentava da defesa. Anderson Martins foi uma excelente contratação. Agora falta um “homem gol”, pra que Dorival tenha mais opções para armar o time.

TOTR: Setores da torcida criticavam muito o trabalho de Pinotti, como você avalia o trabalho dele? Você gostou da troca por Raí?  Qual sua expectativa com relação ao trabalho do ídolo tricolor no comando do futebol?

 

Jean: Raí é muito inteligente e preparado para função. A troca foi ótima. Em um mês de trabalho Raí já calou os críticos. E o cara é o “fucking King of Morumbi”. Tem que respeitar sempre!

TOTR: Existe informações de que a atual administração estaria pagando as dívidas do clube com austeridade e vendendo jogadores, você tem alguma informação nesse sentido? Como você vê essa política? Esse é o caminho certo?

Jean: De bastidores sei muito pouco, mas austeridade às vezes é mesmo necessária. Pagar as contas é o mínimo que se espera de qualquer administração. Agora em termos práticos, a única política que funciona no futebol são os resultados. Tem rival aí cheio de dívidas, mas como em campo vão bem, então mídia e torcida até esquecem do assunto.

TOTR: Por último, quais as suas expectativas em relação ao time para 2018?

Jean: Por mais que o clube tenha se reforçado bem, acredito que será um ano difícil, principalmente porque rivais que vem bem também estão se reforçando com qualidade. Minha expectativa é de no mínimo voltar à Libertadores em 2019 e quem sabe surpreender em uma mata-mata. A temporada já começa com uma pedreira que é meu querido São Bento de Sorocaba, clube em plena ascensão e que vai disputar a Série B esse ano. O são-paulino vai mesmo precisar de muita paciência para as coisas engrenarem. Vamos torcer!