PÓS-JOGO: SÃO PAULO 1 X 2 ATLÉTICO-PR

Tricolor

PÓS-JOGO-TOTR

 

Boa noite nação Tricolor e Rock’n’Roll.

 

Na noite de 11 de junho de 2016 o São Paulo recebeu o Atlético-PR em um frio Morumbi pela sétima rodada do Brasileirão e perdeu. O tricolor teve a posse de bola, acertou a trave adversária em quatro oportunidades, dominou durante quase todo o tempo, mas na hora “H” falhou, falhas importantes em momentos decisivos, ofensivamente pelos gols perdidos e defensivamente pelas falhas coletivas da defesa. Derrota doída, mas justa e merecida.

SAOXATL-PR

Mais uma vez com muitos desfalques Bauza teve que se virar e mandou a campo a seguinte formação: Denis; Bruno, Lugano, Maicon e Matheus Reis; Thiago Mendes, João Schmidt e Ytalo; Centurión, Alan Kardec e Kelvin. Durante a partida ainda entraram Lucas Fernandes e Luís Araújo, mas ficou evidente a grande carência de nosso elenco: um centroavante, Calleri teve que deixar o grupo por problemas pessoais e Kardec simplesmente não funciona, centroavante, esse é um grande problema do São Paulo para o restante da temporada e precisa ser solucionado com urgência.

 

Primeiro tempo: Só deu São Paulo.

 

O São Paulo dominou completamente o jogo, teve a posse de bola e pressionou um adversário que passou praticamente todo o tempo se defendendo; sem contar com a qualidade de Ganso na armação, o tricolor apostou na movimentação e velocidade do trio Centurion, Ytalo e Kelvin, que jogaram bem. O tricolor teve três oportunidades claras de gol: aos dois minutos com Maicon cobrando falta, aos 15 com Ytalo aproveitando passe de Kardec, e aos 40 em escanteio cobrado por Kelvin, Maicon marcou o gol da vitória parcial. Destaques da primeira etapa: Maicon, melhor em campo; a dupla: Centurion e Kelvin muito afim de jogo e João Schmid, taticamente perfeito. Intervalo: São Paulo 1 X 0 Atlético-PR. Resultado justo.

 

Segundo tempo: Quem não faz leva e a bola pune.

 

O São Paulo voltou muito bem, tocando a bola com qualidade e tranquilidade, tivemos duas boas oportunidades de aumentar o placar aos 11 minutos com Ytalo que acertou as duas traves (a bola ainda sobrou para Kardec que perdeu gol incrível) e aos 19 com Kelvin que novamente acertou a trave; aos 21 minutos o Atlético, que melhorou com as alterações, empatou, e virou o jogo aos 41 em falhas de nosso sistema defensivo. Bauza fez duas alterações promovendo as entradas de Lucas Fernandes e Luiz Araújo, mas o São Paulo sentiu muito o empate e apesar de continuar com a posse de bola, pouco produziu depois dos 21 minutos. Fim de jogo: São Paulo 1 X 2 Atlético-PR. Resultado justo, fruto de nossa incompetência em definir.

 

Substituições no tricolor:

 

Todas no segundo tempo:

26 Minutos, sai: Ytalo, entra: Lucas Fernandes

27 minutos, sai: Kelvin, entra: Luiz Araújo.

 

Notas do jogo:

 

Denis: nota 5,0 – não foi responsável pelo primeiro gol, mas no segundo dava chegar: regular.

Bruno: nota 6,0 – marcou e defendeu bem, não comprometeu: bom.

Lugano: nota 6,0 – a dupla de zaga falhou no primeiro gol, no mas foi bem.

Maicon: nota 7,5 – boa partida, fez o gol do São Paulo e comandou a equipe: bom, melhor em campo.

Matheus Reis: nota 4,0 – muito fraco, pelo seu setor saiu o primeiro gol, regular

Thiago Mendes: nota 6,0 – bom jogo, não comprometeu: bom.

João Schmidt: nota 7,0 – bom jogo, taticamente perfeito: bom.

Ytalo: nota 6,0 – boa movimentação e bem nos arremates a gol: bom.

Centurión: nota 6,0 – muita velocidade e chegada no ataque, faltou centroavante: bom.

Alan Kardec: nota 3,0 – apático, em má fase e sem forças para se recuperar… péssimo

Kelvin: nota 6,0 – assim como Centurión afim de jogo, foi “parado” pela trave: bom.

Lucas Fernandes: nota 5,0 – entrou em um momento que nada mais dava certo, pouco pode fazer: regular.

Luís Araújo: nota 5,0 – assim como Lucas Fernandes entrou em um momento que nada mais dava certo, pouco pode fazer: regular.

 

Um abraço a todos e até a próxima.

 

 

Guine

 

Siga no twitter

www.twitter.com/Guine_SPFC

Discussões e opiniões sobre futebol e sobre o Tri-Mundial.