A saga do 6-3-3: Brasileiro de 1991 o “Título Esquecido”

A Saga do 6-3-3 Especiais



 

Salve Nação tricolor e rock´n´roll

 

Continuando com saga do 6.3.3 hoje vou falar do Brasileiro de 1991, o “titulo esquecido” e que nos dias de hoje provavelmente não teria acontecido. Titulo esquecido porque o São Paulo ganhou tanta coisa no inicio da década de 1990 que sempre que falamos de títulos nessa época nos lembramos dos bicampeonatos da libertadores e do Mundial. Titulo esse que nos dias de hoje com o “apoio” de nossa torcida nas redes sociais provavelmente não teria acontecido, pois os comandados de Tele Santana vinham de dois vice-campeonatos Brasileiros, em 1989 contra o Vasco “ainda me dói a cabeça quando me lembro do gol do Sorato”, e em 1990 contra o Corinthians quando o treinador já era Tele Santana, período esse em que Raí era cobrado como hoje cobram P.H.Ganso.

 

6-3-3 fundo branco

 

Foi a segunda final consecutiva entre dois times paulistas. O São Paulo chegou pela terceira vez seguida à final, e desta vez foi campeão, com uma vitória e um empate contra o Bragantino. O jogo final, disputado em Bragança Paulista, teve o menor público entre as decisões de campeonatos brasileiros até hoje (2010): pouco mais de 12 mil espectadores.

Pela quarta vez consecutiva, foi mantido o sistema de acesso e descenso recomendado pela FIFA. Pela primeira vez desde a criação do campeonato, dois certames seguidos tiveram o número considerado ideal de clubes participantes (20). Foi também a fórmula mais simples da história do campeonato até então. Tudo indicava que, finalmente, o Campeonato Brasileiro de Futebol havia chegado à sua maturidade institucional. Mas a queda do Grêmio para a Série B acabou provocando uma “virada de mesa” entre 1992 e 1993.

1991_brasileiro


“Confesso que assisti a esse jogo muito desconfiado… E não era para menos, dois vices campeonatos consecutivos, um adversário que embora uma surpresa, era um time muito bem treinado e com jogadores que viriam a vestir a camisa da seleção no futuro, treinados pelo homem que em 1994 acabaria com o jejum de títulos da Seleção Brasileira. O herói do título foi Mario Tilico que marcou o gol do tricolor na vitória por 1 X 0 no Morumbi, no jogo de volta foi um “Deus nos Acuda”, mas o empate deu o título ao São Paulo que nos dois anos anteriores havia batido na trave e deu inicio ao momento mágico do São Paulo, à internacionalização do clube, à inclusão do Tricolor ao clube dos maiores do mundo; à era “Tele Santana” no tricolor;”

09.06.1991 Bragança Paulista (SP) Estádio Marcelo Stéfani
Clube Atlético BRAGANTINO 0 X 0 SÃO PAULO Futebol Clube

CAB: Marcelo; Gil Baiano, Júnior, Nei (capitão) e Biro Biro; Mauro Silva, Ivair (Luiz Müller), Alberto e João Santos (Franklin); Mazinho e Silvio. Técnico: Carlos Alberto Parreira.

SPFC: Zetti; Zé Teodoro, Antônio Carlos, Ricardo Rocha e Leonardo; Ronaldão, Bernardo, Cafu e Raí (capitão); Macedo e Müller (Flávio). Técnico: Telê Santana.

Árbitro: José Roberto Ramiz Wright
Renda: CR$ 64.650.000,00
Público: 12.942 pagantes

 

Vamos curtir um pouco dos jogos:

São Paulo 1 x 0 Bragantino – Brasileirão 1991

Bragantino 0 x 0 São Paulo – Brasileirão 1991 

 

Classificação final.

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Classificação ou rebaixamento
1 São Paulo São Paulo 31 23 12 7 4 28 15 +13 67 Classificado à Copa Libertadores de 19921
2 São Paulo Bragantino 30 23 10 10 3 29 16 +13 65 Copa Conmebol 19922
3 Minas Gerais Atlético Mineiro 26 21 8 10 3 29 20 +9 62
4 Rio de Janeiro Fluminense 25 21 10 5 6 29 21 +8 60
5 São Paulo Corinthians 24 19 8 8 3 23 17 +6 63
6 São Paulo Palmeiras 22 19 7 8 4 20 19 +1 58
7 Rio Grande do Sul Internacional 20 19 5 10 4 19 16 +3 53
8 São Paulo Santos 19 19 7 5 7 23 20 +3 50
9 Rio de Janeiro Flamengo 19 19 7 5 7 20 24 -4 50
10 São Paulo Portuguesa 19 19 5 9 5 14 15 -1 50
11 Rio de Janeiro Vasco da Gama 19 19 4 11 4 22 26 -4 50
12 Rio de Janeiro Botafogo 18 19 6 6 7 19 21 -2 47
13 Bahia Bahia 18 19 5 8 6 16 18 -2 47
14 Pernambuco Náutico 17 19 7 3 9 19 25 -6 45
15 Goiás Goiás 17 19 6 5 8 27 24 +3 45
16 Minas Gerais Cruzeiro 16 19 5 6 8 23 28 -5 42
17 Paraná Atlético Paranaense 15 19 5 5 9 27 28 -1 39
18 Pernambuco Sport 13 19 4 5 10 15 30 -15 34
19 Rio Grande do Sul Grêmio2 12 19 3 6 10 15 24 -9 32 Rebaixados à Série B de 1992
20 Bahia Vitória 12 19 3 6 10 17 27 -10 32

1São Paulo e Criciúma (que estava na Série B de 1991), classificaram-se para a Taça Libertadores da América de 1992. O primeiro pelo fato do título brasileiro e o segundo pelo título da Copa do Brasil de 1991.

2Apesar de ter sido rebaixado para a Série B de 1992, o Grêmio se classificou para a Copa Conmebol de 1992 após ser o vice-campeão da Copa do Brasil de 1991.

Um abraço a todos e até a próxima semana quando vou falar sobre a primeira Libertadores do Tricolor

Guine

Siga no twitter
www.twitter.com/Guine_SPFC
Discussões e opiniões sobre futebol e sobre o Tri-Mundial.