SPFC, QUATRO JOGOS E UMA CERTEZA.

 

SPFC, quatro jogos e uma certeza.

 

Salve nação tricolor,

Após o recesso para a Copa do Mundo o São Paulo enfrentou uma sequência de quatro jogos muito difícil, possivelmente a mais difícil que enfrentará no ano: o líder Flamengo fora de casa, o arquirrival Corinthians, o fortíssimo Grêmio em Porto Alegre e o Cruzeiro, postulante ao título, em Belo Horizonte; ou seja, o único jogo em que teve o mando de campo foi o clássico.

O tricolor venceu três dos quatro jogos, conquistou 9 pontos em 12 possíveis, aproveitamento de 75%; e com relação ao jogo que perdeu, Grêmio em Porto Alegre; mesmo contra um adversário forte e qualificado, teve oportunidades para vencer ou empatar, eu diria que o empate seria um resultado mais justo e para esse post essa questão é muito relevante.

Aguirre achou uma forma de jogar, o futebol praticado pelo São Paulo é pragmático, o time não tem tanto a posse de bola, mas quando a tem sabe o que fazer com ela; o sistema de jogo está na cabeça dos jogadores e por isso, mesmo com desfalques, o ritmo não muda; quem tem entrado tem resolvido e isso é importantíssimo, pois se lembrarmos do São Paulo antes da Copa, o time tem jogado sem Petros e Cueva, negociados; Rodrigo Caio no departamento médico e nos últimos jogos sem um volante titular (Jucilei ou Hudson), e o time não perde a pegada, veja que, um elenco que carecia de reforços segue bem apesar dos desfalques.

As marcas do São Paulo de Aguirre são: marcação forte, deixar a bola com o adversário e sair no contra-ataque com muita qualidade e eficiência, mas não é só isso, quando é necessário buscar o jogo, o time tem muita competência e a campanha no Brasileiro tem mostrado isso. Os próximos jogos contra Vasco e Sport vão mostrar, de uma vez por todas, se nosso tricolor está na briga por título, pois serão jogos diferentes, os adversários não vão buscar tanto o jogo e esse papel caberá ao São Paulo.

Esses quatro jogos nos deixa com uma certeza: O São Paulo mudou de patamar, tem algo que não tinha há muito tempo: uma forma de jogar, joga com raça e todo m undo se doa ao máximo, um patrão tático definido e dentro desse padrão os jogadores tem mostrado sua técnica, desde craques como Nenê, que segundo os “especialistas” não podia jogar junto com Diego Souza e o que se vê é exatamente o contrário; a carregadores de piano como Hudson que para os “especialistas” era dispensável e Reinaldo, que para os mesmos, não servia nem para a reserva.

O time de Aguirre corrobora uma tese que eu defendo há tempos: “quando os protagonistas se destacam os coadjuvantes desempenham bons papéis e o resultado é o sucesso”; os protagonistas tem sido o sistema defensivo forte, eu penso que temos quatro zagueiros titulares; Jucilei e Hudson como volantes, Nenê na criação e Diego Souza na hora de definir, mas a cereja do bolo foi a chegada de Everton, para muitos um “arrumador de times”, Aguirre achou uma espinha dorsal forte e os demais jogadores, até eventuais substitutos desses protagonistas quando necessário, entram em campo com muita qualidade, absorvem a raça e determinação dos protagonistas e faz com que o time tenha quase todas as condições de brigar por título.

Quando falo: tem quase todas as condições de brigar por título é que acredito na máxima de que um grande time começa por um grande goleiro, um grande goleiro faz defesas difíceis em jogos-chave e não vejo isso em Sidão. Além disso ainda acho que precisaríamos de reposição para Petros e Cueva, sim os garotos têm dado conta na reserva dos volantes, mas me preocupa lá na frente quando a coisa afunilar, também acho que não temos reserva para o Nenê.

No mais, nunca é demais exaltar o ótimo trabalho da comissão técnica e de Lugano, Ricardo Rocha e Raí; um elenco bom, um técnico competente e gente do futebol cuidando do futebol é o que pedimos há muito tempo, hoje temos.

Guine

Siga no twitter
www.twitter.com/Guine_SPFC
Discussões e opiniões sobre futebol e sobre o Tri-Mundial.

Sobre Vagner Castro 411 Artigos
Vagner Castro, 46 anos, agente de viagens e idealizador/fundador do Tricolor On The Rock após passar por blogs como Lance Activo, Força Tricolor e Isto é SPFC. #AquiÉSãoPaulo SEMPRE.