UM TIME CAMPEÃO PRECISA DE ATITUDE

 

Um time campeão precisa de atitude…

No último jogo contra o Ceará no Morumbi Aguirre escalou o time mantendo a base do seu trabalho no SPFC, um time num 442 muito bem definido com duas linhas com 4 jogadores muito bem adaptados às suas respectivas funções em campo e a frente Nenê que ajuda na criação das jogadas e Diego Souza na 9.

O time apresentou um futebol muito bom, porém as chances criadas não foram transformadas em gol, isso gerou fez com que um certo desespero começasse a brotar nas arquibancadas lotadas do estádio e também em campo.

Esse era mais um jogo que necessitava de uma mudança tática no time e foi o que o Aguirre fez quando trocou um jogador extremamente marcador (Luan) por um jogador mais criativo (Shaylon), isso fez com que o time tricolor passasse a ter superioridade numérica e técnica no campo de ataque.

A ousadia do time naquele momento do jogo foi fundamental para chegarmos ao gol que nos daria os 3 pontos, ousadia essa que fez com que o Reinaldo recuperasse a uma bola ainda no campo de ataque e fizesse uma jogada individual inesperada surpreendendo a zaga adversária e enfim chegamos ao gol salvador.

Essa atitude do Reinaldo é o que se espera de jogadores do SPFC, uma jogada simples objetiva sem muita firula e de personalidade, jogada de quem além de estar focado e determinado em campo está com confiança para arriscar.

Juntando os fatores citados acima cheguei à conclusão de que o SPFC tem em seu elenco jogadores que tem atitudes de campeão, fator essencial pois quando os protagonistas da equipe não estejam tão bem no jogo por exemplo Nenê, apareça coadjuvantes como Reinaldo, Bruno Peres “que não é o Alves” (risos) ou até mesmo o goleiro contestado Sidão para dar a vitória ao time.

Siga no twitter: @amaury10miranda

Sobre Amaury Miranda 21 Artigos
Amaury Miranda. Tem 30 anos, trabalha de estoquista/vendedor no grupo RG Pneus longana.