POR QUE NÃO EU?

 

Boa noite nação tricolor!

Mais uma vez o tricolor vai mudar o comando técnico, após derrota na última quinta-feira em clássico contra o Palmeiras, Dorival Jr não resistiu e não é mais técnico do São Paulo, quando Dorival foi contratado eu escrevi um texto cujo título era: “Um Novo Tempo, apesar do perigosClique aqui e confira.

Dorival teve um bom desempenho no segundo semestre de 2017, sob seu comando o tricolor conseguiu fugir da série B e por isso foi mantido, mas é nítido que ele não era o técnico preferido dos novos membros da diretoria e isso fica claro quando da montagem do elenco de 2018, pois contrataram jogadores com características muito diferentes do que Dorival gosta, de como ele monta seus times; Dorival não conseguiu montar um time e com cinco derrotas na primeira fase do Paulista, sendo três em clássicos, a saída era questão de tempo.

Depois do tri campeonato brasileiro vencido entre 2006 e 2008 sob o comando de Muricy Ramalho; o São Paulo, com o anuncio do sucessor de Dorival chegará ao incrível número de 18 treinadores contratados em 10 anos… Entre esses, quem mais tempo ficou no clube foi? Muricy, entre 2013 e 2015 e o único que ganhou um título foi Ney Franco em 2012. No mais, o clube acumula fracassos de treinadores com todas as características possíveis: Vencedores no Clube (Muricy, Paulo Autuori); ídolos no campo (Doriva, Pintado, Rogério Ceni); Estrangeiros (Osorio, Bauza); Promessas em ascensão (Ricardo Gomes, Adilson Batista); apostas do clube (Sergio Baresi, Andre Jardine); técnicos experientes (Paulo Cesar Carpegiani, Emerson Leão) e o “Highlander” Milton Cruz que nesse período assumiu o time em oito oportunidades.

As notícias dão conta de que o novo contratado será Diego Aguirre: treinador uruguaio, mas que conhece muito bem o futebol brasileiro, pois treinou o Internacional e Atlético Mineiro; teria todo apoio de Raí e de seu compatriota Lugano, como jogador jogou pelo tricolor e eu julgo uma boa contratação; pois seus times são sempre bem organizados e ele costuma rodar o elenco sem mudar o estilo de jogo, precisamos disso hoje.

Sempre que o São Paulo tem o cargo de treinador vago uma figura conhecida aparece em evidencia: Vanderley Luxemburgo, o treinador já deu entrevistas dizendo que gostaria muito de treinar o São Paulo, de que mudaria sua forma de trabalho, que como ele é um dos maiores treinadores do país deveria treinar o São Paulo que é um dos maiores clubes do país, etc. Enfim, se oferece para o São Paulo sem cerimônias…

Eu pessoalmente gostaria de ver Luxa no comando do São Paulo um dia, pois como treinador no Brasil em seu auge, só vi um melhor: o Mestre dos Mestres Telê Santana; mas creio que não verei, pois a rejeição é muito grande. Fica uma pergunta minha: Com todos esses treinadores que passaram pelo São Paulo nesse período tão difícil, Luxa é tão inferior a eles para não merecer uma oportunidade? E fica para dirigentes e torcedores uma pergunta que, talvez Luxemburgo esteja fazendo: Por que não eu?

Amanhã tem São Paulo e que Jardine tenha muita sorte e consiga vencer o jogo, quanto ao novo treinador, seja Aguirre ou quem quer que seja, que tenha muito sucesso no maior do mundo.

Um abraço a todos e fiquem bem.

Guine

Siga no twitter

www.twitter.com/Guine_SPFC

Discussões e opiniões sobre futebol e sobre o Tri-Mundial.

Sobre Vagner Castro 410 Artigos
Vagner Castro, 46 anos, agente de viagens e idealizador/fundador do Tricolor On The Rock após passar por blogs como Lance Activo, Força Tricolor e Isto é SPFC. #AquiÉSãoPaulo SEMPRE.